As notícias da comunidade esteiense.
JORNAL ECO DO SINOS
02/01/2017 - 16:22
Em sesso extraordinria, vereadores de Esteio aprovam alterao na lei do ISSQN

16/12/2016 - 15:08
Alegria de uns tristeza para muitos

20/12/2014 - 12:02
Costella no Turismo

25/09/2013 - 12:38
Enchurrada de promessas um ano depois das eleies

04/08/2013 - 17:07
Acorda, prefeito, o sonho acabou!

15/05/2013 - 12:10
O que (no) fizeram com nossas praas?

13/04/2013 - 16:00
Videoflagrante

09/03/2013 - 07:27
Vereador mais jovem de Esteio implanta Gabinete na Rua

12/12/2012 - 16:29
Juntos com a professora do primrio, uma reflexo sobre o analfabetismo

25/11/2012 - 15:41
Saudade das notcias de Bogot

Anteriores


02/01/2017 - 16:26 Imprimir a not�cia
Os Ritos do Servio Fnebre do Srgio Lima e o insight da Pompa Fnebre do Marco Burgo

Os Ritos do Servio Fnebre do Srgio Lima e o insight da Pompa Fnebre do Marco Burgo


A Pompa Fnebre em sua homenagem foi transformada
em despedida, ou melhor, uma preparao para a
grande viagem de sua alma e o Servio Fnebre
realizou-se sem ostentao, magnificncia, grandeza
ou suntuosidade, representando a simplicidade,
generosidade e a modstia de uma pessoa afetuosa e
participativa que viveu, recusando-se a aceitar a
notoriedade que, por mrito, sempre desfrutou entre
seus amigos mais ntimos.
Srgio Lima ou Serginho (como era mais conhecido)
sofreu uma parada cardaca no local de trabalho e
segundo seus familiares, aps ser prontamente
socorrido pelo SAMU, sofreu mais trs durante o
trajeto e no Hospital So Camilo. Era quinta-feira,
dia 21 de dezembro de 2016 e com calor escaldante a
natureza anunciava o solstcio de vero no
hemisfrio Sul, quando o Srgio Lima passou para o
Oriente Eterno, exatamente no perodo do seu
Inferno Zodiacal.
Conhecido empresrio no ramo de trofus, medalhas,
placas comemorativas, artigos para presentes,
fechaduras e chaves, iniciou suas atividades
profissionais na Avenida Padre Claret, depois se
transferiu para Rua Garibaldi e h 23 anos estava
estabelecido na Avenida Presidente Vargas, defronte
a Loja Tumelero, na rea central de Esteio. Como
msico atuava compondo, tocando violo e cantando na
noite esteiense. Participou de inmeros eventos
musicais e foi membro de duas escolas iniciticas.
Deixou sua companheira Janice e cinco filhos;
Mirane, Jam, Neissi, Ananda e Jade.
Assim como estava acontecendo aqui em Esteio, no
insight, todos que participaram da Pompa Fnebre
do Marco Burgo fizeram uma peregrinao em torno do
corpo do falecido. Executaram trs voltas, em passos
lentos (l arrastando os ps), em torno do esquife,
depois depositaram nele os ramos de accia que cada
um carregava nas mos. Por ltimo, aqui no cemitrio
2 de novembro, atendendo aos convites, entrei no
circulo e tambm deposito de ramo recebeu de um bons
irmos. Aquela accia me fez recordar a
sobrevivncia da alma aps a nossa morte aparente.
Quando a f e a esperana necessitam da caridade ou
do A-Mor para devolver a vida consciente e integral
para a Eternidade. Eis o grande segredo da Arte-
Real!
Logo aps, foi dito pelo orador que Deus, o Grande
Arquiteto dos Universos o nosso juiz e nosso guia
e que Ele d a vida aos mundos com um sopro da sua
onipotncia e, que sem a sua vontade o universo
seria trevas e caos. Em seguida, foi solicitado para
que Ele ensine o caminho da virtude em todos os
instantes da nossa vida errante e que d a todos
foras para persegui-lo com resignao. Ento, aqui
no Servio Fnebre, como no meu insight l na
Pompa Fnebre, formou-se uma cadeia ou corrente de
unio, com pessoas de mos dadas, que foi rompida ao
um sinal dado por algum.
O Venervel Mestre que dirigia a cerimnia, disse;
Rompeste, Senhor, a cadeia que nos unia; bendiz a
nova que formamos (ento, todos deram as mos e a
cadeia ou corrente fechou-se novamente), para que
possamos continuar unidos em tua honra e glria em
nosso peregrinar pelo mundo afim de cumprir os
Vossos desgnios.
Todos ficaram por alguns minutos no mais profundo e
puro silncio, refletindo sobre o nascimento do
irmo morto, a fora da vida que ele viveu entre
ns, at o seu ltimo suspiro, esperando que sua
morte possa nos ensinar e nos preparar para que
limpos e puros, justos e perfeitos, possamos viver
na Divina Eternidade.
Segundo ensinamentos da Ordem Maior Justa e
Perfeita, a perfeio do ser humano durante sua
manifestao na matria inalcanvel e os mais
sbios como tambm os melhores tm plena conscincia
de que todos os seres humanos, em algum momento da
vida, perderam o verdadeiro caminho.
Aos seus parentes e amigos mais prximos que esto
desolados com a perda que tambm temos suportado
nestas horas de aflio, suplicamos para que o Pai
Celestial autor de tudo que bom e doador de toda a
bondade abra seus braos protegendo com amor a todos
que Nele depositarem confiana.
De Duarte de Esteio
Saiba mais:
http://clickindiscreto.blogspot.com.br//esteio-os-
ritos-do
O Jornal Eco do Sinos deseja a todos trs abraos
fraternos daquele nosso antigo jeito.
Pax domini sit semper nobiscum
(ISHO Eto. O menor dos filhos da viva)